Deixe seus comentários aqui

Logotipo ou logomarca?


O que é logotipo ou logomarca:
O Logotipo (ou logomarca) é a forma particular como o nome da marca é representado graficamente, pela escolha ou desenho de uma tipografia específica. É um dos elementos gráficos de composição de uma marca, algumas vezes é o único, tornando-se a principal representação gráfica da mesma.
Por que alguns diferenciam logomarca de logotipo?
O termo "logomarca" foi criado recentemente na língua portuguesa para designar logotipo, símbolo ou marca, e foi popularizado no Brasil sem que haja consenso nem precisão absoluta ao que ele se refere, se apenas ao símbolo, ao logotipo ou ao sinal misto (combinação de ambos). O termo logotipo pode ser sinônimo de logomarca (no dicionário). Embora tido como correto pela linguística, é considerado por alguns designers um neologismo impreciso e incorreto. Mas muitos designers e publicitários usam o termo "logomarca" por seu caráter supostamente mais abrangente.
Para facilitar, vamos tratar logomarca = logotipo
(apesar do protesto de alguns linguistas puristas e avessos a esse neologismo).
Logotipo ou logomarca não é o mesmo que marca. marca é o conjunto unificado, que pode conter ou não o símbolo, o logotipo, o slogam e uma possibilidade de combinação de cores. Ela é o principal elemento da identidade visual da empresa e deve ser aplicada dentro das especificações apresentadas num Manual de Identidade Visual, obedecendo todas as relações de proporções entre seus elementos e formas de aplicação pré-definidas, que visam manter sempre a mesma identificação visual, independente do contexto gráfico em que a marca esteja inserida.
O que é uma marca
Na visão do marketing, a marca vai além da sua própria representação gráfica. A marca é uma essência, um conceito que é representado por cores, símbolos, logotipo, emoções e experiências que são levadas ao mercado através de produtos ou serviços. Neste sentido mais amplo, o logotipo é apenas uma parte da marca. A marca Sony tem muito mais valor que suas empresas filiadas separadas. E a marca Motorola não é apenas o desenho do seu logotipo, mas sim o conceito de inovação em mobilidade e tecnologia.
Vamos entender melhor esses 2 exemplos: as marcas Sony e Motorola:

Sony, ao exibir sua marca em produtos, usa apenas o logotipo, que é sua forma particular de exibir sua marca. Esse logotipo é visto em câmeras fotográficas, TVs, notebooks e muitos outros aparelhos, e neles a marca Sony é exibida e reconhecida através de seu logotipo sem nenhum elemento gráfico adicional nos aparelhos eletrônicos:
logotipo da sony
Mas quando se trata de uma de uma das empresas filiadas do grupo Sony que não vendem produtos, mas vendem serviços de entretenimento, o logotipo acima é exibido junto com um símbolo que agregam o valor da marca Sony à sua empresa filiada, como pode-se ver abaixo:
logotipo sony pictures
Ou seja, no caso da Sony temos 2 exemplos de configuração da marca:
Marca da Sony Eletrônicos = logotipo sozinho
Marca das Filiadas da Sony (empresas do grupo) = logotipo + símbolo

Motorola: a marca Motorola é reconhecida mundialmente pelo seu símbolo (que não é um logotipo). Esse símbolo é observado em vários aparelhos celulares:
simbolo da motorola
Mas quando se trata de publicidade na TV ou revista, a marca Motorola tem outra configuração:
Marca Motorola em revistas e TVs = símbolo + logotipo.
Observa-se que agora o símbolo recebeu o logotipo (que é a palavra Motorola):
logotipo motorola
Resumindo, a exibição da Marca depende do lugar que ela será exibida, do público, do tamanho do espaço disponível e de outros fatores que exigem uma adaptação para que o mercado reconheça melhor o valor da marca em questão.

Símbolo: definição e aplicações
É um dos elementos de identidade visual que pode fazer parte de uma marca. Ele pode ser abstrato ou figurativo e tem como função ajudar a identificar uma marca, separando-a das demais, tornando-a única e distinta. O símbolo em identidade visual, é desenhado para comportar e sintetizar um conjunto de associações distintas. Estas associações geralmente são feitas com a ajuda da propaganda, que através da sua ação bem sucedida, ajuda a relacionar corretamente diversos significados a um determinado símbolo. O símbolo, no entanto, não deve depender do auxílio da propaganda para criar as associações corretas. Ele deve possuir características próprias que já permitam "deduzir" determinadas associações, como por exemplo; "é elegante", "sólido", "moderno" etc. Simplesmente pela forma como foi desenhado e independentemente de ter ou não propaganda associada à sua difusão.
Confira abaixo alguns símbolos que fazem parte de marcas conhecidas:
Fonte : A Agência EVEF
Reações:

0 comentário: